O que saber sobre os painéis na hora de escolher um sistema solar?

Primeiramente vamos definir o que é um painel solar e a sua composição.

O painel solar é o equipamento essencial para gerar energia fotovoltaica. É composto por células fotovoltaicas fabricadas a partir de materiais semicondutores, como o silício, que absorvem a luz do sol e geram energia elétrica pelo efeito fotovoltaico, ou seja, transformam a luz do sol em energia elétrica por meio desse processo fotoquímico.

Nos sistemas fotovoltaicos a energia proveniente do sol é transformada diretamente em eletricidade. Um painel fotovoltaico é constituído por células, que são os dispositivos responsáveis pela transformação da radiação solar em eletricidade. Um módulo fotovoltaico é constituído por inúmeras células fotovoltaicas e a conexão das células dentro dos módulos pode ser feita em série, em paralelo ou em conexão mista.

Quais as características de um painel fotovoltaico?

O painel solar fotovoltaico é composto por células fotovoltaicas de silício, o silício é composto de átomos minúsculos que são carregadas com elétrons, 90% dos painéis fotovoltaicos são produzidos de cristal de silício ultra puro e possuem um vidro temperado de cerca de 3.2mm resistente a granizo  e possuem garantia linear mínima de 25 anos.

De antemão, uma das principais características destes sistemas é a possibilidade de dimensionamento, ou seja, os sistemas podem ser dispostos em um conjunto de painéis para produzir uma determinada quantidade de energia, existindo a hipótese de aumentar ou diminuir a potência do sistema de acordo com a quantidade de painéis inseridos em determinado projeto.

Como a radiação solar influencia na produção de energia?

Aproximadamente 51% da energia solar que chega ao topo da atmosfera atinge a superfície da Terra, devido a esse detalhe o aproveitamento solar deve ser bem calculado para aproveitar de melhor forma a radiação.

Nesse sentido o posicionamento adequado dos módulos solares, assim como o layout técnico, em uma instalação fotovoltaica, culmina na porcentagem do aproveitamento da radiação. No Brasil a face mais adequada para instalação dos painéis solares é a norte, já o ângulo de inclinação ideal do telhado deve ser o mesmo da latitude onde está localizado o imóvel, ou menor.

Em suma o sol nasce no leste, sobe se inclinado ao norte e se põe no oeste, sendo assim, a radiação permanece na maior parte do tempo jogando suas ondas para a parte norte e um consequente maior aproveitamento e geração.

Como a eficiência do módulo influencia a produção?

A eficiência de um painel solar representa o seu potencial de conversão da luz solar em energia elétrica, por exemplo, um modelo com eficiência de 20,85%, significa que do total de luz captada por ele, somente 20,85 % será convertido em energia elétrica.

Sendo assim, quanto maior a eficiência de um painel solar maior será a quantidade de energia elétrica produzida por m2.

Os painéis fotovoltaicos costumam passar por inúmeros testes de qualidade para serem liberados para comercialização, alguns deles são certificados de fábrica como ISO9001:2015, ISO14001:2015, ISO45001:2018 e ainda IEC (International Electrotechnical Commission) 61730, IEC61215.  Com o passar do tempo o módulo perde eficiência, mas a garantia linear, ou seja, a vida útil do sistema gira em torno de 25 à 30 anos com eficiência mínima de 80% em média.

Quais os pontos de observação para evitar perdas gerais?

Para que o sistema não sofra perdas de eficiência deve-se analisar inúmeros itens como, sombreamento, orientação, inclinação e periodicidade das manutenções.

Sombreamento: caso a instalação se dê em local de sombreamento e não haja outras opções viáveis, pode-se usar otimizadores para manter a eficiência.

Orientação e inclinação: seguindo estudos  as instalações voltadas a face norte e com inclinação na mesma da latitude do imóvel ou menor tem maior aproveitamento.

Manutenção: manter as manutenções com a periodicidade recomendada para evitar a degradação e baixa eficiência do sistema, bem como a boa saúde do cabeamento e estrutura. A limpeza dos painéis devem seguir indicações e periodicidade recomendada para não desabonar garantias e comprometer qualidade de produção.

Compartilhar

Comentários (Nenhum comentário )

Sem comentários ainda.